Qual é a tua atitude face ao insucesso?

No artigo passado “Motivação e Auto-confiança”, referi-se ao sucesso e a sua importância na motivação. Para este artigo, predisponho-me a falar sobre a atitude perante ao insucesso.

Enquanto pensava na melhor abordagem para dissertar sobre este assunto, recebi um artigo em Inglês, através da minha subscrição ao Insight of the day (podes usar o linque para te registar e receber artigos e inspirações diárias) que fala sobre a vida de Steve Jobs, o co-visionário da Apple que morreu a pouco tempo, vítima de doença.

O que é a a midia diz sobre ele? “Apple perde um líder visionário que inspirou a computação pessoal através de produtos icônicos como o iPhone, iPod e iPad, o que fez Jobs um dos líderes do sector mais importante da sua geração.”

Aos 56 anos Jobs morre deixando esta grande influência no mundo inteiro.Certamente que a vida dele foi um sucesso, mas o trajecto não joi sempre assim!

O artigo abaixo é um discurso que steve Jobs deu na Univerisdade de Stanford em Junho de 2005. Preste atenção a forma como ele lidou com o insucesso, e compare com a tua atitude face ao insucesso. O que é que podes aprender com a história dele? Acima de tudo, que mudanças podes fazer em relação as tuas atitudes face ao insucesso? Que situação de insucesso está a viver agora, e que oportunidades podes encontrar nessa siatuação? Steve Jobs encontrou essa oportunidade porque estava a procura dela.

A atitude face ao insucesso é uma das grandes diferença entre as pessoas bem sucedidas e as mal sucedidas.

Aqui vai o artigo, em primeira pessoa:

Amor e Perda

Eu tive sorte. Eu encontrei o que gostava de fazer, cedo na vida. Woz e eu começamos a Apple na garagem dos meus pais quando eu tinha 20 anos. Nós trabalhamos duro, e em 10 anos a Apple cresceu de apenas nós dois em uma garagem para uma empresa avaliada em US$ 2 bilhões com mais de 4000 funcionários. Tínhamos acabado de lançar nossa maior criação – o Macintosh – um ano antes, e eu acabava de completar 30 anos. E depois fui demitido. Como você pode ser demitido da empresa que você fundou?

Bem, quando a Apple cresceu nós contratamos alguém que eu achava muito talentoso para gerir a empresa comigo, e para os primeiros anos foi assim que as coisas correram – bem! Mas então nossas visões sobre o futuro começaram a divergir e eventualmente tivemos uma briga. Quando isso aconteceu, nosso Conselho de Administração ficou do lado dele. Então, aos 30 eu estava fora. E muito publicamente fora. O que tinha sido o foco da minha vida adulta inteira tinha sido desmorronado, e isso foi devastador.

Eu realmente não sabia o que fazer por alguns meses. Senti que tinha decepcionado a geração anterior de empreendedores – que eu tinha deixado cair o bastão quando ele estava sendo passado para mim. Eu me encontrei com David Packard e Bob Noyce e tentei me desculpar por ter estragado tudo. Foi um fracasso muito público, e eu pensei em fugir do vale. Mas, lentamente algo começou a nascer em mim – eu ainda amava o que fazia. A série de eventos na Apple não tinha mudado isso nem um pouquinho. Eu tinha sido rejeitado, mas eu ainda estava apaixonado pela visão. E por isso decidi começar de novo.

Eu não vi isso na época, o ser a Apple foi a melhor coisa que poderia ter acontecido para mim. O peso de ser bem sucedido foi substituído pela leveza de ser novamente um iniciante, com menos certezas sobre tudo. Isso me libertou para entrar num dos períodos mais criativos da minha vida.

Durante os seguinte cinco anos, eu comecei uma empresa chamada NeXT, e outra companhia chamada Pixar e me apaixonei por uma mulher maravilhosa que se tornou minha esposa. Pixar acabou criando o primeiro computador no mundo dos filme de animação, Toy Story, e é o estúdio de animação mais bem sucedido do mundo. Em uma incrível virada de eventos, a Apple comprou a NeXT.

Eu retornei à Apple, e a tecnologia que nós desenvolvemos na NeXT está no coração do atual renascimento da Apple. Laurene e eu temos uma família maravilhosa.

Tenho certeza que nada disso teria acontecido se eu não tivesse sido demitido da Apple. Foi um remédio horrível, mas acho que o paciente precisava. Às vezes a vida te acerta na cabeça com um tijolo. Não perca a fé. Estou convencido de que a única coisa que me permitiu seguir adiante foi o meu amor pelo que eu faço. Você tem que encontrar o que você ama. E isso é tão verdadeiro para o seu trabalho, como é para sua vida amorosa e familia.

Seu trabalho vai preencher uma parte grande da sua vida, e a única maneira de ficar realmente satisfeito é fazer o que você acredita ser um óptimo trabalho. E a única maneira de fazer um excelente trabalho é amar o que você faz. Se você ainda não encontrou, continue procurando. Não se acomode. Como em todos os assuntos do coração, você saberá quando encontrá-lo. E, como em qualquer grande relacionamento, só fica melhor e melhor à medida que os anos passam. Então continue procurando até encontrá-lo. Não se acomode.

Steve Jobs 1955-2011

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *